ENVIOS GRÁTIS E DEVOLUÇÕES FÁCEIS EM TODAS AS ENCOMENDAS (Ver Detalhes)

Variedades de Azeitona

25 Maio, 2018 Descobre o Azeite, Descobre Portugal

Variedades de Azeitona

Deixamos uma síntese de algumas variedades de Azeitona (Carrasquenha, Cobrançosa, Cordovil de Castelo Branco, Galega Vulgar, Galega, Maçanilha Algarvia, Redondil, Picual, Verdeal e Madural)  existentes em Portugal e as suas respectivas características.

Carrasquenha

Carrasquenha

Origem: Carrasquenha têm origem no norte do Alentejo.

Destino: azeite e azeitona de mesa.

  • Proveniente de uma oliveira com baixa capacidade de longevidade e enraizamento.
  • A produtividade é elevada e alternada.
  • Apresenta um rendimento médio a elevado em azeite e de boa qualidade.
  • Podendo ser também utilizado na preparação de azeitona de mesa verde.


Cobrançosa

Cobrançosa

Origem: A Cobrançosa originária de Trás-os-Montes.

Destino: Azeite – A sua produtividade é elevada e constante e dá um bom rendimento em azeite, sendo o seu principal destino.

  • Rico em acido linoleico média.
  • Bastante produtiva e regular.
  • O seu azeite, caracteriza-se pelo seu leviano traço frutado, acentuando-se em ervas verdes.
  • Apresenta um sabor ligeiramente amargo e picante (quando mais verdes) ou doce e suave (quando mais maduras).
  • A riqueza do seu azeite em polifenóis, confere-lhe uma acentuada resistência á oxidação e equilibrados.


Cordovil de Castelo Branco

Origem: O azeite Cordovil de Castelo Branco é muito rico em ácido oléico, é muito fino, com frutado intenso e característico, acentuado verde de folha e medianamente amargo e picante.

Destino: azeite e azeitona de mesa.

  • O rendimento em azeite é médio e é apreciado pela sua elevada qualidade e pela abundância de ácido oleico.
  • O azeite tem mais sabor à amêndoa do caroço.
  • É também muito apreciada para produção de azeitona de mesa verde.


Galega-Vulgar

Galega Vulgar

Destino: azeite e azeitona de mesa.

Origem: A variedade mais comum de azeitona em Portugal é a Galega, oriundo das Beiras, Alentejo e Algarve. O seu azeite é caracterizado pela sua suavidade, doçura, pouco amargo e pouco picante.

  • Variedade apreciada pela sua tolerância à seca. É sensível ao frio, à salinidade e ao calcário.
  • A entrada em produção é precoce.
  • A produtividade é elevada e alternada. A maturação dos frutos ocorre muito cedo.
  • O seu azeite é suave, doce, pouco amargo e pouco picante.
  • É uma variedade que se dedica fundamentalmente à obtenção de azeite, apesar do baixo rendimento, e embora seja também apreciada como azeitona de mesa.


Galega

Galega

Origem: 100% portuguesa e a mais difundida em Portugal.

Destino: azeite e azeitona de mesa.

  • Seu óleo possui aromas frutados, é doce e suave, tem sabor de frutos verdes e notas amendoadas.
  • Quando as azeitonas são apanhadas verdes o azeite é subtilmente amargo e picante.
  • Fruto próprio para conserva em preto.
  • Fraco rendimento em azeite.
  • Pobre em acido linoleico, mas de excelentes qualidades sápicas.


Maçanilha-Algarvia

Maçanilha Algarvia

Origem: A Maçanilha Algarvia é a principal variedade do Algarve.

Destino: azeite e azeitona de mesa – pode ser assim utilizada tanto para obtenção de azeite, pelo seu elevado rendimento, como para azeitona de mesa (verdes ou maduras) devido ao seu tamanho e ao calibre dos seus frutos.

  • A separação da polpa do caroço é difícil.
  • Fruto destinada à conserva em verde, devido à sua excelente qualidade como azeitona de mesa.
  • Tem médio rendimento em azeite considerado de boa qualidade.
  • É pobre em acido linoleico.


Redondil

Redondil

Origem: Redondil é oriundo da zona norte do Alentejo.

Destino: azeite e azeitona de mesa – destinando-se maioritariamente à produção de azeite, pelo elevado rendimento em azeite, bem como pela sua qualidade e abundância em ácidos oleicos.

  • Como azeitona de mesa, é apreciada pelo seu tamanho.
  • A separação da polpa do caroço é fácil.


Picual

Picual

Origem: Picual, natural do sul de Espanha dando origem a frutos com elevado rendimento de azeite, sendo normalmente utilizada para esse fim.

Destino: azeite.

  • É a azeitona que mais se prolifera pelo mundo e representa cerca de metade das oliveiras espanholas e 20% do resto do planeta.
  • Seu óleo é rico em ácidos gordos e em antioxidantes naturais.
  • Grande presença de polifenóis.
  • O azeite é bastante complexo com frutado intenso verde, amargo e picante, e notas marcadas de verde erva e giesta, maçã verde e frutos secos, dependendo muito do local onde as oliveiras se encontram cultivadas.
  • Quando provém de planícies, o azeite é mais amargo e picante.
  • Quando provém de regiões montanhosas o azeite é mais adocicados.


Verdeal

Verdeal

Origem: A Azeitona Verdeal adapta-se bem praticamente a todo o solo português, sendo frequente tanto no Alentejo como em Trás-os-Montes.

Destino: azeite e azeitona de mesa.

  • A Verdeal é uma variedade bastante regular e produtivo.
  • Amadurece tardiamente.
  • Utilizado para conserva em verde ou triturado, mas principalmente para a extração de azeite, com um bom rendimento.
  • O azeite resultante é bastante fino, com um frutado marcante, persistente, com verde de folha e sabor bastante amargo e picante.


Madural

Madural

Origem: Uma das mais raras variedades de azeitona produzida em solo português, a Madural (também conhecida por negral) é uma das usadas, essencialmente, no azeite de Trás-os-Montes.

Destino: Azeite.

  • Alto rendimento em azeite (>22 %) e muito rico em ácido linoleico.
  • Suporta bem climas rigorosos, de frio e de calor, bem como terrenos secos.

3 Comments
  1. Muito bacana as apresentações e explicações.
    Sou da cidade de Maria da Fé, sul de Minas Gerais onde se extraiu o primeiro azeite extra virgem brasileiro.
    Tenho uma dúvida quanto as azeitonas pretas, qual a espécie que dá essa variedade.
    Muito Obrigado.

    • Bom dia Marlon
      Sou Viviane Gondim e pelo que tenho conhecimento as azeitonas pretas são os frutos maduros das oliveiras.
      Ou seja, as azeitonas que são colhidas tardiamente. Se quiser de uma olhada no meu instagram tem algumas publicações sobre este tema lá. @vi.gondim

  2. Muito útil esta síntese sobre variedades de Azeitonas portuguesas.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Switch The Language

Award winning creative agency

We are building for tomorrow because tomorrow is the future and we want to make a contribution to the wonderful digital age that is awaiting us.

Carrinho